O ISAMB, enquanto Unidade de Investigação e Desenvolvimento reconhecida pela FCT, organizou o encontro anual no dia 22 de Outubro, no Auditório David Ferreira, na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Foi um encontro relevante para todos os investigadores do Instituto por ter fomentado a discussão em torno da Saúde Ambiental. Moderado pelo Prof. António Vaz Carneiro, Director do Instituto, contou com a participação dos líderes dos cinco grupos de investigação e também com as prelecções do Prof. Philippe Grandjean (School of Public Health, Harvard) e do Doutor Marco Martuzzi (Organização Mundial de Saúde). Por fim, foi apresentada a plataforma que o ISAMB está a construir que integra informação sobre estudos de coortes comunitárias: o CENSOR.

O evento teve início com a apresentação dos coordenadores dos grupos de investigação, que aproveitaram o momento para apresentar as respectivas linhas temáticas de investigação e principais realizações científicas. Falamos da Doutora Andreia Silva da Costa, coordenadora do grupo Ambiente, Saúde Familiar e Sociedade, da Prof.ª Margarida Gaspar de Matos, coordenadora do grupo Ambientes de Apoio, da Prof.ª Cristina Bárbara, do grupo Doenças Não Comunicáveis, do Prof. Francisco Antunes, do grupo Doenças Infecciosas e do Prof. Manuel Bicho, Ecogenética e Saúde.

Prof. Philippe Grandjean

Entre os palestrantes convidados, estiveram também dois peritos da Comissão Externa de Avaliação do ISAMB: o Prof. Philippe Grandjean que nos falou sobre determinantes ambientais no desenvolvimento do cérebro e o Doutor Marco Martuzzi que mais uma vez reiterou a importância da avaliação do impacto em Saúde Ambiental.

Para encerrar o ciclo de apresentações, a Doutora Joana Costa e o Eng. Rui César das Neves deram-nos a conhecer um dos mais recentes projectos do ISAMB, que se encontra já em fase de implementação – Censor. Este projecto consiste no desenvolvimento de uma plataforma digital que integra informação detalhada sobre estudos de coortes comunitárias. Trata-se do primeiro registo, a nível mundial, de coortes comunitárias, permitindo a toda a comunidade científica o acesso centralizado sobre este tipo de estudo, de enorme relevância para múltiplas áreas da epidemiologia, saúde pública e saúde ambiental.

No encerramento da sessão, realizou-se ainda a entrega dos certificados do Programa de Incentivo à Produção Científica (PRAC) do ISAMB. Foram distinguidas quatro investigadoras, duas seniores e duas juniores, pelo seu contributo científico ao ISAMB: Na qualidade de Investigadores Sénior, ganharam o prémio a Doutora Marta Reis e a Doutora Paula Faustino. Na qualidade de investigadores Juniores, ganharam: a Mestre Andreia Matos e a Mestre Ana Virgolino.

Vencedoras do Programa de Incentivo à Produção de Ciência do ISAMB e o Prof. António Vaz Carneiro

Após a sessão, o Instituto foi alvo de uma avaliação mais detalhada por parte dos elementos da Comissão Externa. Ficámos agora a aguardar pelo parecer desta Comissão.