Os investigadores do ISAMB Teresa Madeira, Catarina Peixoto, Violeta Alarcão, Osvaldo Santos, Paulo Nicola e Gorjão Clara venceram o Prémio Arnaldo Sampaio 2018, dedicado ao melhor trabalho de investigação em Saúde Pública realizado em Portugal. O trabalho vencedor apresentou resultados do projecto PEN.3S. Este projecto foi promovido pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa em parceria com outras instituições, tendo recebido financiamento das EEA Grants. O investigador principal é o Professor João Gorjão Clara.

No artigo intitulado “Malnutrition among older adults living in Portuguese nursing homes: the PEN-3S study”, os autores do estudo, revelam que quase metade dos portugueses a residir em lares de idosos estão malnutridos ou em risco de malnutrição. O artigo relata ainda que apresentar sintomas de depressão ou algum grau de dependência nas actividades da vida diária se associam a maior probabilidade de estar em risco ou malnutrido.

Este projecto revelou também que a prevalência de comprometimento da função cognitiva, de sintomas de depressão, de solidão e de dependência funcional são elevadas na população Portuguesa.