Os investigadores Cristina Carvalho e Vasco Branco, da Faculdade de Farmácia, desafiam todos os interessados a colaborar na edição especial do International Journal of Environmental Research and Public Health, que será dedicado ao impacto da exposição aos metais na saúde.

De acordo com os investigadores, os metais diferem de outras substâncias tóxicas por não serem concebidos nem metabolizados pelo ser humano. A exposição humana a estes elementos é uma constante e dá-se através da ingestão de água e dos alimentos. As grávidas, crianças e grupos profissionais mais expostos a este tipo de tóxico são grupos populacionais especialmente vulneráveis aos efeitos patogénicos dos metais.

De forma a enriquecer o conhecimento sobre os mecanismos moleculares da toxicidade de metais como o mercúrio, cádmio, arsénio, chumbo, crómio, entre outros, os investigadores do Instituto de Investigação do Medicamento (iMed.ULisboa) lançam o desafio à comunidade científica para contribuírem, até 31 de Julho de 2019, com artigos relacionados com os seguintes tópicos:

• Toxicidade de metais (neurotoxicidade, carcinogenicidade, imunotoxicidade, etc.)
• A presença e distribuição de metais no meio ambiente e as consequências para a toxicidade
• Os mecanismos químicos da toxicidade metálica
• Factores que afectam a toxicidade do metal
• Biomarcadores de exposição, efeito e susceptibilidade ao metal
• Respostas moleculares à exposição ao metal
• Proteínas de ligação ao metal e transportadores de metais
• Quelação e tratamento da intoxicação por metais

Os interessados podem enviar as suas propostas até dia 31 de Julho de 2019 para: Call for paper